Tadinha da Tanith
Um mero blog de uma nerd

A prática ilícita de dar nomes a calculadoras

A prática de dar nomes a calculadoras vem se alastrando em uma velocidade absurda, e já é quase um fenômeno mundial.

Geralmente acontece assim:

O menino vai em uma lojinha de eletronicos, daquelas bem baratas, e compra uma calculadora cientifica das mais baratas possiveis (tipo aquela Casio que meio mundo tem). A mãe pergunta o porquê, e o menino responde que talvez ele poderá usar na escola. Como o investimento é relativamente barato, ela não hesita em comprar.

A minha se chamava Ifigênia. Nota: Repare na qualidade dos botões

A minha se chamava Ifigênia. Nota: Repare na qualidade dos botões

Nos primeiros dias de aula o pequeno nerd começa a interagir com a calculadora, ainda com medo de suas funções. Algumas semanas depois ele começa a interagir cada vez mais com sua companheira, como já é considerada. Até que chega um dia que ele coloca algum nome nela (Exemplos reais: Ifigênia, Xorélis, Alvin…)

Neste mesmo dia ele percebe que não tem mais vida social, exceto pelos seus poucos amigos, também nerds…

Uhull!!! Nerds rule!

Anúncios

Nenhuma resposta to “A prática ilícita de dar nomes a calculadoras”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: